Soluções Tributárias | Soluções de Mercado

Evento

Publicado em 24/10/2016

IBPT promoveu com sucesso a 20ª edição do SENEGET

O evento aconteceu nos dias 20 e 21 de outubro, reunindo profissionais de alto nível técnico de todo o país!

Fonte: IBPT

O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação - IBPT realizou com bastante produtividade mais uma edição do seu conceituado Seminário Nacional de Excelência na Gestão Tributária - SENEGET.

Nessa sua 20ª Edição, o SENEGET reuniu dois renomados palestrantes: Gilberto Luiz do Amaral, Presidente do Conselho Superior e Coordenador de Estudos do IBPT, coautor dos livros: Planejamento Tributário e a Norma Geral Antielisão, editado pela Juruá, em 2002, e A Supressão de Direitos dos Contribuintes: 17 anos da Constituição Federal de 1988, editado pela LEX, em 2005, e Humberto Bonavides Borges, Professor de Gestão Tributária e Planejamento Tributário em vários cursos de pós-graduações e de extensões universitárias promovidos por conceituadas instituições acadêmicas do País (EAESP - FGV, UNICAMP etc) e Autor das obras: Planejamento Tributário -  IPI, ICMS, ISS e IR, 14ª edição, Gerência de Impostos - IPI, ICMS, ISS e IR, 8ª edição, Auditoria de Tributos - IPI, ICMS, ISS, 5ª edição, recentemente lançada, e Manual de Procedimentos Tributários - 3ª edição, editadas pelo Gen/Atlas, que, durante a realização desse evento, analisaram e discutiram, com os gestores de tributos de empresas industriais, mercantis e de prestações de serviços, bem como com advogados e consultores de escrit órios de advocacia e consultoria contábil-fiscal, significativas questões nos universos do planejamento, da coordenação e do controle tributário.

Coube ao palestrante Gilberto Luiz do Amaral expor e discutir questões atuais no contexto normativo do Imposto sobre a Renda, do PIS e da Cofins, entre as quais, cabe mencionar: venda de imóvel de empresa no lucro real com ganho de capital relevante; separação de empresas para fins de redução do ônus fiscal, segundo a compreensão do CARF; criações de holdings; lucro arbitrado num trimestre ou ano; a figura do insumo no creditamento do PIS e da Cofins etc.

O palestrante Humberto Bonavides Borges proferiu as palestras sobre significativas questões nos lineamentos estruturais e nas operatividades sistêmicas do IPI, ICMS e ISS, entre as quais, cumpre referir: O processo de composição dos valores sobre os quais serão gravados o IPI e o ICMS incidentes nas vendas de produtos industrializados realizadas por empresa que exerce indiretamente uma preponderância ou influência significativa nas deliberações sociais das respectivas empresas compradoras; a ilegitimidade da exigência nor mativa referente ao estorno do crédito original do IPI, por ocasião das saídas de produtos industrializados sob encomendas, com destino ao encomendante, na hipótese em que se adota a figura da suspensão desse imposto (IPI) sobre o valor cobrado; os numerosos conflitos de incidência entre o IPI e o ISS; entre o ICMS e o ISS. 

O palestrante Humberto Bonavides Borges, coordenador desse evento desde a sua 1ª edição, manifestou a sua imensa satisfação pessoal e profissional, em face das mensagens que sempre recebeu, dos participantes dessas vinte edições, sobre a valiosa contribuição de suas criativas ideias pragmáticas, manifestadas nesse Seminário, em aulas de pós-graduações e MBAs, bem como nos livros de sua autoria, que possibilitam a elaboração e implementação de legítimas estruturas negociais, bem como a racionalização de procedimento s fiscais, capazes de reduzir o ônus fiscal e de eliminar contingências tributárias!  

Segundo o palestrante Gilberto Luiz do Amaral, a finalidade  desse Seminário é analisar tecnicamente as modernas questões sobre lícitas economias de tributos, os preocupantes conflitos de incidências tributárias e, principalmente, o processo de sistematização dos procedimentos tributários de complexas operações realizadas pelas empresas. “Os temas apresentados são de extrema relevância para o aprendizado, capacitação e permuta de experiências”, enfatiza  Gilberto Luiz do Amaral.

O participante desse evento, Douglas Lima, analista de administração tributária do grupo O Boticário, expressou que já conhecia alguns trabalhos do IBPT e procurou esse Seminário para entender grandes questões dos impostos federais, estaduais e municipais. “O conteúdo oferecido foi muito produtivo e permite que os profissionais tenham uma visão atual e prática exemplificadas por renomados especialistas, de tal modo a serem aplicadas no dia-a-dia” afirma o analista tributário do Grupo O Boticário.

A advogada Tatiana Sampaio, do Departamento Jurídico da empresa de cosméticos Surya Brasil, contou que na companhia onde atua, a área tributária e jurídica são departamentos diferentes. “Diante dessa divisão, eu procurei buscar conhecimento, afim de ter um aperfeiçoamento pessoal para entender melhor o processo e conseguir contribuir de alguma forma”, assegura Tatiana Sampaio.

Para o gerente da empresa Praticagem Macapá Pilot, Robson Stallaiken, que afirma já ter utilizado algumas consultas do IBPT, o objetivo é buscar conhecimento, trocar informações e visualizar exemplos práticos para que as empresas tenham um bom planejamento tributário. “Diante da legislação dinâmica, é fundamental estar sempre atualizado para conseguir interpretar as mudanças. O curso traz isso de forma profunda e abrangente”, avalia Robson Stallaiken.

Igor Sampaio, Gerente Financeiro na empresa Bahia Paletes Praticáveis, procurou o seminário para adquirir mais conhecimento sobre os assuntos técnicos, como lucro presumido, real e arbitrário, além do Imposto de Renda, PIS, Cofins e ISS. “Os dois dias de explanação proporcionaram muitos exemplos que desenvolvem ideias de situações que podem ser aplicados no futuro” declara Igor Sampaio.

Por meio de uma análise das avaliações formalizadas pelos participantes, evidencia-se que o grupo qualificou como excelente, o nível de conhecimento técnico dos palestrantes, o planejamento das palestras, o conteúdo científico, técnico, conceitual e procedimental das palestras proferidas, assim como o método de interatividade dos palestrantes com os participantes.

Em face do exposto, a Diretoria do IBPT está convicta que a realização da 20ª edição do Seminário Nacional de Excelência na Gestão Tributária permitiu, aos participantes, agregarem novas experiências técnicas e profissionais para aplicações nas suas respectivas funções laborais em empresas industriais, mercantis e de prestações de serviços!